Textos

Texto

Entrevistando o Filósofo José Maurício de Carvalho

Ver mais

Raízes Gregas da Filosofia Clínica

GOYA, Will. (2016). Para uma ética da escuta filosófica: a historicidade de um pequeno filósofo clínico. In: SILVA, Ronaldo Miguel. (org.). Raízes gregas da Filosofia Clínica. Caxias do Sul: EDUCS, p. 105-126.

Ver mais

Fazer Café, Amor e Filosofia. A arte de escrever filosofia em poemas.

Fazer café, amor e filosofia: a arte de escrever filosofia em poemas. Goiânia: Ed. PUC-GO / Kelps, 2011. 128 p.il.
(Coleção: Goiânia em prosa e Verso). ISBN: 978-85-8106-165-8

Ver mais

Como Ouvimos em Filosofia Clínica

GOYA, Will. Como ouvimos em Filosofia Clínica. Porto Alegre: Editora Mikelis, 2017. ISBN 978-85-93458-03-3
Disponível em: http://editoramikelis.com

Ver mais

A Escuta e o Silêncio: lições do diálogo em Filosofia Clínica

GOYA, Will. A escuta e o silêncio: lições do diálogo em Filosofia Clínica. Revisão de Ronaldo Miguel da Silva. 3. ed. Porto Alegre: Editora Mikelis, 2017. 208 p. ISBN 978-85-93458-06-4
Disponível em: http://editoramikelis.com

Ver mais
Filosofia Clínica

Rascunhos Filosóficos sobre um (Novo) Conceito Ético de Subjetividade em Clínica

Resumo: A Filosofia clínica tem sido equivocadamente compreendida como uma razão instrumental e criticada como não sendo nem autêntica filosofia, nem sequer terapêutica. Entretanto, nela subjaz um novo contorno fenomenológico do conceito de subjetividade e um núcleo ético capaz de orientar, com grande força terapêutica, costumes e modos de ser aos indivíduos que partilham junto ao filósofo clínico um cuidado existencial.
O presente artigo foi revisto após sua apresentação no VI Congresso Nacional de Filosofia Clínica. Publicado na Revista Internacional de Filosofia Clínica. Cood. Mariluze Ferreira de Andrade e Silva. Porto Alegre. Nº. 1, jan-jun, 2005, p. 1-184. ISSN 1807-846 X.

Ver mais

O Conceito de Homem no Pensamento Ético de Erich Fromm

RESUMO: A essência psíquica do homem resulta de dicotomias existenciais que nascem da debilidade biológica da espécie e que naturalmente impulsionam os indivíduos a desenvolverem suas potencialidades éticas intrínsecas. Porém, uma vez na sociedade capitalista alienadora, o homem perde o espontâneo amor à vida e transforma-se alternativamente em terrível amor à morte.
Fragmentos de Cultura v.9, n3, pp. 1-21. Goiânia: IFITEG, 1999 (ISSN: 1414-9494).

Ver mais

Meio Ambiente ou Ambiente Inteiro

RESUMO: mesmo que o paradigma ecológico seja de natureza sistêmica, é comum o uso de pensamentos mecanicistas, com modelos de fragmentação no discurso vigente, feito a crença moral de que os indivíduos devem fazer apenas “a sua parte”. Esquece-se assim que a parte expressa as necessidades do todo, e que uma pessoa também acumula em si as vontades historicamente nela determinadas.
Publicado em FRAGMENTOS DE CULTURA, Goiânia, v. 18, n 2, p. 239-246, mar./abr. 2008. ISSN 1983-7828

Ver mais

O Ensino Terapêutico da Filosofia na Universidade

RESUMO: O método ainda usual de avaliação acadêmica, universitária, de herança escolar, está profundamente carregado de “má-fé”, da moralidade da culpa e da acusação. Um processo amargo e confortável de uma sociedade habituada à infelicidade. Neste contexto a filosofia pode assumir, em sala de aula, uma função terapêutica e pedagógica: a de ensinar o homem a ser mais humano.
Publicado em FRAGMENTOS DE CULTURA, Goiânia, v. 18, n 2, p. 239-246, mar./abr. 2008. ISSN 1983-7828

Ver mais

A Morte do Humanismo, Graças a Deus!

Artigo publicado no Jornal da AGI/Associação Goiana de Imprensa. Goiânia, outubro, ano VI n 39, 2004.

Ver mais

A Imprensa e a Filosofia Clínica

Artigo publicado no Jornal da AGI/Associação Goiana de Imprensa. Goiânia, outubro, ano VI n 39, 2004.

Ver mais

A Utopia Política de Erich Fromm: a pedagogia do amor universal

Resumo: Fromm pensa uma reforma simultânea nas esferas sócio-econômicas, políticas e morais, com fundamento na premissa humanista de que a natureza humana é originalmente criadora e naturalmente propensa ao desenvolvimento do amor e da razão. O autor deste, todavia, conclui que sua filosofia política caracteriza-se basicamente pela intenção utópica de uma pedagogia terapêutica ideal, capaz de transmutar o coração do homem moderno no caminho da profunda sanidade espiritual.

Artigo Publicado em Fragmentos de Cultura v.10, n3. p. 573-592. maio/jun. 2000. IFITEG, SGC/UCG Goiânia (ISSN: 1414-9494).

Ver mais

O Valor Espiritual da Razão, segundo Erich Fromm

RESUMO: O Valor da Razão, o significado e a finalidade do saber, segundo Erich Fromm, só é devidamente compreendido em sua dimensão espiritual. Para ele, o indivíduo é uma totalidade corpo-mente, e o conhecimento humanista possui uma qualidade afetiva de saúde psíquica integral, visto ser um conhecimento que serve eminentemente à arte de ser e de viver. O conceito frommiano de Humanismo Radical é aqui exposto com relevo da importância do questionamento filosófico sobre a qualidade de vida das pessoas e das instituições sociais em nossa época, com severas críticas de reforma ao modo capitalista que tanto nos influencia. Por conclusão e solução aos problemas nascidos da razão instrumental e desumana, destaca o filósofo a sabedoria universal dos grandes humanistas e líderes de todas as mais importantes tradições espirituais da nossa história.

​Publicado na Revista Especialize On-line IPOG - Goiânia - 5ª Edição nº 005 Vol.01/2013 – julho/2013. ISSN 2179-5568

Ver mais

Em Busca de um Milagre. Dica de um jovem filósofo para se resistir à tentação de ser santo

Crônica filosófica publicada na Revista São Luis Orione - v. 1 – p. 217-221 – jan./dez. 2007. ISSN 1982-2308.

Ver mais

Liberdade e Psicanálise na Filosofia Social de Erich Fromm

​RESUMO: o artigo apresenta uma análise, segundo o pensamento de Erich Fromm, da patologia da alienação psíquica inconsciente da sociedade industrial, que se caracteriza pelo comportamento social consumista e pelo sistema patriarcalista autoritário. Identificado o problema, busca examinar sua visão humanista da liberdade social, que
pretende ser uma necessidade ética urgente ante as determinações socioeconômicas.

GOYA, Will (Fragmentos de Cultura, Goiânia, v. 18, n. 9/10, p. 811-830, set./out. 2008 - ISSN 1983-7828).

Ver mais